Pular para o conteúdo principal

Redefinição de senha

Enviamos para o e-mail orientações para a redefinição da senha.

Confira sua caixa de entrada. Se as orientações não estiverem lá, verifique o lixo eletrônico.

qual-a-melhor-forma-de-misturar-concreto-a-mao-ou-usando-a-betoneira

Qual a melhor forma de misturar concreto: à mão ou usando a betoneira?

Misturar concreto a mão ou usando a betoneira

 Misturar concreto parece algo simples em um primeiro momento, mas concreto bom é resultado de alguns fatores: qualidade do material, correta proporção entre os componentes e modo de preparo adequado. Mas, mesmo observando esses fatores, se não houver uma aplicação adequada — considerando o tempo útil de utilização, procedimentos de vibração e correta montagem das formas —, o resultado pode ser prejudicado.   No preparo do concreto, há 2 importantes observações. Uma é a ordem e o modo de dispor os componentes e outra é o procedimento de mistura. O processo de misturar concreto pode ser feito de 2 maneiras: manual ou mecânica — e cada uma dessas formas tem as suas particularidades. Veja a seguir as principais características da mistura manual e da mistura mecânica!  

Quando devo utilizar a mistura manual?

A mistura manual é conveniente apenas quando é impraticável o uso de maquinário. Nesses casos, o procedimento de misturar concreto requer esforço físico para realização e o tempo demandado é geralmente muito superior ao procedimento mecânico.   Além disso, há uma limitação, de acordo com a ABNT, para a quantidade de concreto que pode ser misturado de uma só vez — sendo permitido no máximo concreto correspondente a 100 kg de cimento. Para realizar uma mistura manual, há uma sequência de procedimentos que precisa ser observada!

  1. Espalhar a areia em uma camada de aproximadamente 15 cm.
  2. Adicionar o cimento e misturar bem, utilizando enxada ou pá, até a mistura ficar bem homogênea.
  3. Adicionar a brita e continuar os movimentos de misturação até a mistura ficar novamente bem homogênea.
  4. Espalhar a mistura, formando uma camada de aproximadamente 20 cm de altura.
  5. Abrir com pá ou enxada um espaço no meio da camada.
  6. Adicionar aos poucos a água, mantendo os movimentos de misturação, evitando que o líquido vaze e escorra para fora da área de mistura. Assim, o ideal é que a mistura manual seja feita em uma cuba ou bacia para concreto — ou em uma área abaulada no solo.
  7. Misturar até que o concreto adquira uma consistência com fluidez adequada para ser despejada e moldada em formas ou em superfícies a serem concretadas.

Observadas essas dicas, o concreto manual terá desempenho esperado na obra.

 

E a mistura mecânica?

A mistura mecânica é mais rápida, eficiente e produz volumes muito maiores de concreto. O concreto misturado mecanicamente pode ser obtido por meio da aquisição direta a partir de uma concreteira ou misturado na obra utilizando uma betoneira. No caso de concreto adquirido de concreteira, a garantia de qualidade é oferecida pela empresa fornecedora. Para o concreto misturado mecanicamente na obra, há alguns procedimentos que precisam ser observados, seguindo uma sequência!

  1. Ligar a betoneira e colocar a brita junto com metade da quantidade prescrita de água, deixando girar por um minuto.
  2. Colocar aos poucos a quantidade de cimento determinada para a quantidade de concreto prevista.
  3. Adicionar a areia incluindo, ao mesmo tempo, a segunda metade da quantidade de água.
  4. Deixar girar por 3 ou 4 minutos.

Os procedimentos indicados são para o concreto típico 1-2-3, ou seja:

  • 1 porção de cimento
  • 2 de areia
  •  3 de brita.

Concretos especiais, obviamente, podem ter procedimentos diferenciados que precisam ser observados para cada caso.  

Há diferenças entre as formas de misturar concreto?

Em termos de desempenho, não há diferenças entre os concretos produzidos de uma ou outra forma, desde que sejam observadas as premissas indicadas para cada procedimento. Um baixo desempenho poderia ser decorrente sim de má qualidade do material, falha na técnica de misturar concreto, erro nas proporções dos componentes ou aplicação após o tempo indicado de aplicabilidade do concreto. Observadas as recomendações dos fabricantes e das normas técnicas, a possibilidade de falha no concreto é bastante reduzida. Cabe ao profissional ficar atento aos procedimentos corretos e, assim, obter o melhor resultado possível na aplicação.   Gostou das dicas sobre as formas de misturar concreto? Tem alguma dúvida ou sugestão? Então comente a sua experiência no nosso post!    

Artigos Relacionados

Casa do Construtor

Preparação do terreno - O canteiro de obras

Casa do Construtor • 21 Junho 2016 Ler artigo
aprenda-a-manter-os-equipamentos-da-obra-em-bom-estado

Aprenda a manter os equipamentos da obra em bom estado

28 Junho 2017 Ler artigo
Casa do Construtor

Aprenda aqui sobre reaproveitamento de materiais na construção

Casa do Construtor • 26 Novembro 2018 Ler artigo
Casa do Construtor

Aluguel de lavadora de alta pressão: Entenda o processo!

Casa do Construtor • 06 Abril 2024 Ler artigo